sábado, 3 de dezembro de 2016

Sentimentos...

Sabe aquele momento em que você se encontra longe de tudo, de todos que vc conhece e as coisas parecem não se encaixar?
Você me deixou assim... triste e solitária em meio a uma multidão.
Ainda passo horas te olhando dormir, sinto um amor cada segundo maior... mas no momento em que vc acorda, o mundo cai... Sua indiferença me dilacera a cada segundo, suas birras e caras e bocas matam o melhor de mim... tudo aquilo que você gostaria que eu voltasse a ser aquela mulher pela qual você se apaixonou, morre a cada vez que você me trata dessa forma.

Eu gostaria tanto de poder ter confiança em você novamente... porém minha nega, outra vez te pego omitindo coisas, pessoas e relacionamentos... como confiar e tentar seguir em frente com você?
Como alguém é capaz de dissimular as coisas?
Me pergunto se vc realmente sente o que diz...

Só quero paz... Só quero ter você de volta... só isso...

quinta-feira, 4 de agosto de 2016

Madrinha/Dinda

Estava eu aqui, pensando em como a vida é... Em relações afetivas, de amizade, enfim...
Temos muitos amigos na longa estrada que chamamos de vida, nela várias pessoas passam, algumas ficam, outras marcam e tem aquelas que ficam e te marcam de uma maneira muito especial.
Na minha criação sempre ouvi dizer que "madrinha (dinda) é segunda mãe"; e minha primeira experiência nesse lado eu era tão pequena quando aconteceu, que sinceramente não entendi. Acabamos por ser criados como irmãos, já que meu primeiro afilhado é filho dos meus padrinhos.
Depois veio o Pedro, afilhado de coração (no início, só vim a batizar o Pedro há alguns anos atrás), um menino lindo, que desde que nasceu tinha um penteado moicano que teimava em ficar ali... Tinha um sorriso que nossa, tirava o fôlego... Não tinha um dia que eu não fosse ver ele... Se eu não fizesse isso... O dia não era perfeito.
Um dia a mãe do Pedro me contou que estava grávida novamente, e que gostaria muito que eu fosse dinda desse anjo.
Ali eu senti uma felicidade que era descomunal, aceitei sem pestanejar. Nascia um amor fora do normal, e uma ligação que ninguém explica.
Foram meses de espera (não sei se eu era mais ansiosa que a mãe dele, mas eu contava os dias). Os dias foram passando, e eu via aquela barriga crescer, conversava, brincava, sentia se mexer; até chegar o momento em que era impossível eu chegar perto da minha cumadre sem quase matar ela por falta de ar... Pois o nosso pequeno pulava e se mexia feito doido só de ouvir minha voz.
Até que no dia 04 de agosto de 2011, ele veio ao mundo... Um guri tão lindo, mas tão lindo que não tenho palavras pra descrever.
Ver aquele rostinho pela primeira vez, foi que eu entendi o que significava amor incondicional. Neste dia nasceu o Flávio Thierry. Meu pequeno grande amor.
Se eu fechar os olhos sinto o cheirinho dele, ouço o chorinho e o sorriso, seguido de um: "Di brinca de carrinho comigo???"
Infelizmente hoje não pude ir te dar um abraço, e nem te beijar e encher de cócegas até a gente rolar no chão; mas queria que você soubesse que a Di pensa em você e te ama cada minuto mais.
Com você eu descobri que amor a gente soma, multiplica e divide... Que não precisa ser de sangue, pra cuidar, amar, zelar e enfrentar um mundo inteiro sem pensar duas vezes... Como você meu anjo, eu descobri que sou muito mais forte do que a Muralha da China e também posso ser tão frágil como uma folha seca ao vento.
Que Deus te ilumine e te guie sempre... Parabéns pelos teus 5 anos meu anjo.

terça-feira, 2 de agosto de 2016

Como eu era antes de você

Bom, terminei por esses dias a leitura de "Como eu era antes de você" (Jojo Moyes), e sinceramente... Ainda estou meio que na ressaca deste livro.
Não tenho hábito de fazer resenha, mas esse ficou martelando na minha cabeça...


Acho que é um livro muito interessante, com um final bem óbvio; porém que te leva a pensa na sua vida. Em como você tem tantas coisas, coisas extremamente banais que teoricamente não te fazem falta, até que você esteja na situação o Will. Me fez lembrar do meu passado, da perda de alguém que amei muito, e assim como a Lou, não pude fazer nada além de esperar e tentar me  preparar.
Ao mesmo tempo, o amor que a Lou tem por ele é tão lindo e puro, talvez se tivesse sido beeem antes, quem sabe não teria sido  diferente?


Assim com o a Lou, me senti estranha e muito insegura em seguir em frente, mas como o mundo não para... Lá vamos nós...
Um dia após o outro...

Mas como a curiosidade matou o gato, resolvi ver o filme... 
Tanto no livro quanto no filme chorei litros nessa parte 
O que eu achei do filme? Legal até... alguns eventos foram trocados... outros sumiram... mas num geral... foi até melhor do que eu esperava....


O que ficou de "Como eu era antes de você"? Muita certeza de que podemos estar respirando e não estarmos (não sei se essa palavra existe) vivos; podemos morrer todos os dias, mas temos que renascer, modificar, não se acomodar diante da vida. A cada amanhecer a vida te dá uma nova chance... Então... Vai lá e aproveita; faz a diferença...


E assim vou indo... tentando ser diferente no meio de tanta gente igual.



*Mesmo no meio dessa "ressaca", comecei a ler outro... "Depois de você".... As coisas são bem diferentes do que se imagina*

quarta-feira, 27 de julho de 2016

Livros entre amigas...

Como alguém que nunca vi pode ser tão importante na minha vida?
Eu não tenho essa resposta, mas sei bem como é esse sentimento.
Tenho várias flores no meu jardim, que nunca vi, porém tem uma importância doida na minha vida.
Algumas entraram por meio de amigos em comum... Outras por grupos em app de conversas...
Tenho uma flor que leva o nome de uma diva... Jhenis... Uma menina de um sorriso magnífico, de um bom humor exemplar, que sempre tem uma palavra amiga e assim como a diva que ela tem o nome; tem uma voz de fazer inveja.
Cada vez que aponto minha câmera para alguma flor lembro de cada amiga minha... E no dia que fotografei essa lembre de vc... Delicada, determinada, meiga... Assim te vejo...
Desejo a você tudo de bom... Quero estar perto de vc (mesmo que virtualmente) o resto da vida.
E assim termina meu dia... Desejando tudo de bom pra vc... E novas amigas virão... Logo, logo...

sexta-feira, 15 de julho de 2016

Amores ^_^

Sabe, sempre acreditei que na vida existem recomeços... E hoje depois de quase um ano da minha última publicação, resolvi voltar a escrever.
Minhas idéias, planos e caminhos mudaram bastante e também tive um incentivo bem legal hoje. (Se alguém gosta do que eu escrevo, parabenizem a Jhenis *juro que depois eu posto o link do blog dela que é muitooooo mais foda que o meu*).
Sempre amei fotografia, edição de imagens, livros e principalmente poder expressar as coisas que sinto e vejo. Qualquer hora dessas eu vou dar uma remodelada no blog, talvez algumas coisas mudem por aqui.

Bom por hoje talvez seja só...


Ah, já ia esquecendo, desde de já agradeço ao Thænes pelo favor de ter removido minha permissão de publicar no blog dele, (tentei fazer essa postagem mais cedo, mas como estou usando o celular acabei publicando no blog dele. Mas apaguei a tempo). Muito obrigada, espero que esteja bem.

Abraços a todos.

Thæy'B

quarta-feira, 5 de agosto de 2015

Tudo na vida muda...

Tudo na vida realmente muda... Muda o gosto, o cheiro, a motivação... Muda o emprego, as amizades, as metas para uma vida toda...
Acho tão lindo quando as pessoas aceitam que amores também mudam. Crescem, amadurecem e vêem que não amamos apenas uma vez...
Todas as mudanças são bem vindas; ainda mais quando são para o bem da gente... pra gente poder crescer.
Não me arrependo de nenhuma mudança que fiz; mesmo quando sofri e não pude mais voltar atrás; valeu a pena.
É muito triste quando dizem que um relacionamento não deu certo, tenho certeza que deu certo sim, pelo tempo que tinha que dar e sendo sincera todos tem um tempo de validade... como tudo na vida.
E quando vêm de novo o cheiro da mudança sempre renascemos outra vez... Não esqueço ninguém que passou na minha vida, nada nem ninguém; todos tem uma importancia única e que só fazem sentido pra mim.
Agradeço a todos por me ensinarem o quanto mudar faz bem...

E que venha essa nova mudança... Agora essa etapa é a mais linda de todas...

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Meus pensamentos I

Dezembro é um mês de fazer uma retrospectiva no meu ano... eu comecei a fazer a minha hoje.
Foi mais um ano de muitos sentimentos mistutados... amor, ódio, tristeza e alegrias.
Paro pra pensar e vejo que amor é algo relativo... amor, raiva e saudades andam de mãos dadas o tempo todo.
Sinto saudades de momentos que vivi; talvez até sinta das pessoas também, mas delas naquele momento e não o tempo todo.
Tenho tudo que eu sempre quis.... minha casa... meus filhos... meu amor do meu lado...
Amor eteno é algom também bastante relativo...
Todo amor é eterno... por mais que o sentimento morra, se desfaça ou adormeça; ele é eterno em sua lembrança. Não existe pessoa que ao lembrar de um momento bom que viveu; seu corpo e sua mente não revivam o que foi sentido.
O mesmo acontece com a saudade... a tristeza...
Mas fazer o que? Tudo e todos na vida da gente tem uma importancia e um por que.
Se soubermos o sentindo dos dois significados; tudo fica mais claro, leve e verdadeiro.
Quem sabe se 2015 não possa ser muitooo melhor se formos sempre assim?

sábado, 30 de agosto de 2014

Amor não doi, amor não mata, amor não fere e não destroi. Amor cura, amor dura, amor salva.
Não se iluda com dor de amor, e sim supere a quem te fez sofrer, porque amor não se doi, o
que se doi é dar amor a quem não sabe receber.

quarta-feira, 25 de junho de 2014

Meu amor, meu eterno amor

Com o tempo as coisas mudam, nós mudamos, mas essa música expressa exatamente como me sinto em relação a você... "eu te amei por mil anos e te amarei por mais mil..." Você está e sempre estará comigo onde quer que eu vá... Minha vida é você.
Sempre que ouvir essa música tenha certeza que onde quer que eu esteja, estarei pensando em você, hoje, sempre mais um fim de semana...


te amo 

segunda-feira, 24 de março de 2014

Pedaços de mim...

Hoje me peguei pensando em como o mundo é redondo, e como sentimentos são coisas incontroláveis.

Não sei se é a boa e velha teoria de que tudo que vai um dia volta; se é só eu prestando atenção nas coisas como expectadora; mas sei que no fundo algo tá mudando... não sei se sou eu ou se é todo mundo mas, que tem algo diferente há tem...
Seu sorriso já não é mais o mesmo, seu jeito também não; parece que os sonhos se desfazem e não sei como junta-los; para onde estamos indo? Temo que o caminho não o qual tanto sonhei pra nós.

Deixo nas mãos de Deus, o que ele quiser que seja... mas nunca esqueça nunca vou amar como te amo.